Profissionais de um ramo tão tradicional como o Direito podem trabalhar em um Coworking?

Não deve ser segredo para você que o coworking já deixou de ser uma tendência, e está consolidado como um novo espaço de trabalho.

A primeira imagem, entretanto, que pode vir à sua cabeça quando se fala em escritório compartilhado é de um ambiente descontraído, voltado para profissionais de áreas relacionadas à criatividade e ao design, e pouco explorado por advogados.

Profissionais de um ramo tradicional como o Direito, podem trabalhar em um coworking? A resposta é sim! O coworking, felizmente, tem sido uma aposta no meio jurídico. E mais: os advogados já correspondem a 38% dos coworkers no Brasil de acordo com o Censo Coworking Brasil 2016. Um número bastante expressivo.

Além de estarem prontos para receber os advogados, os coworkings também podem contribuir – e muito – para a carreira profissional. Descubra os motivos.

Melhor custo-benefício do que o de um escritório particular

Manter um escritório particular é uma realidade para muitos advogados que estão há muito tempo no mercado. Os custos de manutenção da sala, entretanto, podem desanimar quem está em início de carreira.

Já no coworking, o profissional paga uma mensalidade e tem acesso a um escritório – que pode ser compartilhado ou privado – sala de reunião, internet e outras comodidades, que variam de escritório para escritório. E mais: não precisa se preocupar com gastos como aluguel, telefone, internet, condomínio, faxineira, IPTU e luz. Tudo está incluído no valor mensal.

Além disso, é uma ambiente muito mais formal que um home office.

Mais contatos, clientes, parcerias

Trabalhar em um coworking é ótimo para fazer networking. Você tem a possibilidade de interagir com profissionais de outras áreas, ou até mesmo do Direito. O resultado: novos negócios e parcerias em projetos incríveis e lucrativos para todo mundo.

Maior proximidade com o cliente

O ambiente mais ameno do coworking tira um pouco do peso do Direito, aproximando e fortalecendo o relacionamento do advogado com o seu cliente.

A relação humana é matéria-prima do Direito

Como se trata de uma profissão que intermedia problemas entre pessoas, o ideal é que os advogados convivam com gente, e estejam por dentro das questões que estão permeando as relações interpessoais. Quer ambiente mais propício para observar relações humanas que um espaço compartilhado de trabalho?

O coworking inspira inovação

A imensa oferta de advogados cria a necessidade de se diferenciar mais a cada dia. O coworking respira criatividade, inovação e ainda favorece a troca de experiências, o que pode enriquecer a carreira do advogado.

By | 2017-11-13T11:58:36+00:00 novembro 14th, 2017|Carreira|0 Comments

Leave A Comment

Bitnami